Autenticidade & Felicidade

De acordo com a OMS, saúde mental é “(…) um estado de bem-estar no qual o indivíduo perceba suas próprias capacidades, possa lidar com questões normais da vida, possa trabalhar de forma produtiva e frutífera, e seja capaz de fazer uma contribuição para a sua comunidade”.

Sendo a base para o bem-estar e funcionamento eficaz de um indivíduo e de uma comunidade, a saúde mental envolve conhecer e usar seu potencial de forma eficaz, além de conseguir lidar com as diversidades que são constantes no dia a dia de qualquer pessoa. Portanto, ter saúde mental não significa apenas não ter algum distúrbio ou transtorno mental, como estresse, ansiedade, depressão, síndrome de burnout. Ter saúde mental envolve ter um “funcionamento” normal, saudável.

Através principalmente da Psicologia Positiva, aliada aos conceitos de Autenticidade e Liderança Autêntica e Positiva, Capital Psicológico Positivo e outras ferramentas relacionadas ao bem-estar mental, meu objetivo é trabalhar para elevar a saúde mental de indivíduos e equipes. Por sua vez, maiores níveis de saúde mental elevam a saúde física (pois o indivíduo é capaz de fazer melhores escolhas na vida em geral), melhoram os relacionamentos interpessoais, a liderança, a produtividade, a satisfação com a vida, funcionando como um efeito cascata capaz de melhorar o mundo em que vivemos.

Autenticidade

A Autenticidade (Wood et al, 2008) é a união de três pilares: autoconhecimento, ações alinhadas com esse autoconhecimento (coerência) e o quanto permitimos de influência externa na nossa vida.

Autoconhecimento: conhecer e compreender seus valores, prioridades, desejos, objetivos. Entender seus pontos fortes e fracos, sua experiência e o que ela produziu em você.

Ações alinhadas com o autoconhecimento: agir de acordo com os seus valores, prioridades e objetivos. 

Influência externa: saber ouvir, filtrar e compreender se a influência que vem de fora faz sentido para você, de acordo com o seu autoconhecimento, para que você possa agir de acordo com o que é realmente importante para você, atingindo assim seus objetivos e sonhos mais importantes e não vivendo as expectativas que outras pessoas tem para você.

Pesquisas revelam que pessoas mais autênticas são mais felizes, mais saudáveis (física e mentalmente), mais produtivas e tem melhores relacionamentos. Nem preciso dizer o que isso pode fazer pelas empresas, certo?

Além de melhor performance, melhores relacionamentos, colaboradores mais satisfeitos e mais saudáveis, com menores taxas de transtornos mentais como depressão, estresse e burnout, o que considero por si só já ser motivo mais que suficiente, índices como absenteísmo, turnover e custos com recrutamento e seleção diminuem bastante. 

Felicidade ou satisfação com a vida

Muitos cientistas vem se dedicando a estudar a felicidade por anos. Eis algumas das suas descobertas:

A felicidade obedece à fórmula abaixo:

Como medimos a felicidade? Perguntamos às pessoas qual seu nível de satisfação com a vida. A formula acima mostrou que os resultados obtidos quando se faz essa pergunta são: 50% fatores hereditários10% circunstâncias e 40% escolhas

Muitas vezes achamos que se conseguirmos alguma coisa, como uma promoção, seremos mais felizes. Mas, de acordo com essa fórmula, essas coisas refletem apenas 10% da nossa felicidade, pois são circunstâncias.

Então, temos de fato controle sobre 40% da nossa felicidade e eu acho isso MUITO relevante!

Como trabalhamos esses 40%? Que escolhas são essas?

Aí entra a Psicologia Positiva. Clique aqui e saiba mais!